segunda-feira, 2 de abril de 2012

Ó doce menina

Hoje participei de um amigo secreto de Páscoa, só com ovos, aqui do pessoal do trampo, aonde não entregávamos os Ovos  de Páscoa, mas escondíamos em nossos respectivos setores.

Arroz de festa que sou, tava eu lá! Dae que eu peguei uma colega de trabalho ( uma das únicas no navio pirata da informática ) que além de gentil é linda. A inspiração veio fácil e nada de apresentações tradicionais, revelei meu amigo e dei pistas da localização do Ovo de uma poemada só!

Aqui vai:


Ó doce menina 

Ó doce menina
que um doce me pedes
Singelo é meu doce
e terás o que queres

Ò doce menina
De puro deleite
Escolhi com carinho
chocolate ao Leite

Ó doce menina
Que por um doce veio
Me perdoe a ousadia
Tem avelã de recheio

Ó doce menina
Mais doce agora
É o Grima que guarda
O doce de outrora

Ó doce menina
Que o rosto cintila
Qual é o teu nome?
Teu nome...
...é Camila

by qoelheXXX

Um comentário:

Tom Spindola disse...

os ifs, thens e fors fazem falta na tua poesia.