sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Dicas Culinárias para Relacionamentos Aromáticos

Maria amava José, mas comia ele sem acompanhamentos. Nos primeiros seis meses foi um gozo cada vez que comia José e então… enjoou.

Maria passou a achar o gosto de José meio sem sal e sem açúcar e começou a complementar com João que carregava sempre um gostinho de Luana junto.

José achou que Maria não lhe cozinhava com a devida pressão e começou a visitar panelas vizinhas.

Luana cozinhou José no tempo certo com a devida pressão e foi um banquete!

Maria se horrorizou com o gosto de José pq começou a ficar parecido com o gosto de João e achou que o problema era ela, mas mau sabia ela que era o gosto que Luana que os tornava parecidos.

Antônio que tudo observava, resolveu colocar pimenta nessa quase novela mexicana e ainda acrescentou nomes pra dar um sabor condizente com a história.

José Alfredo que amava Maria Joaquina que complementou com João Marcos que trazia o sabor de Luana Paula que cozinhou José Alfredo que horrorizou Maria Joaquina.

Marco Antônio ( ficou com invejinha e colocou um nome também ), resolveu que queria cozinhar também e preparou um banquete de Cleópatra que não tinha dois nomes mas servia duas porções.

Luana Paula resolveu colocar umas ervas e comeu José Alfredo, tendo João Marcos como acompanhamento.

Maria Joaquina ficou para sobremesa.

2 comentários:

SAN DE ALMA BREJEIRA disse...

hum, que delícia!

estraguei a surpresa??

qoelheX disse...

Nom nega, esse foi pira, ando inspirado, ainda guardo a sete chaves o meu texto que não tem nada de extraordinário, mas tou gostando do efeito do mistério em pessoas ansiosas...:*